sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O amor é invisível aos olhos.


Olá vc que chegou até aqui.

Da mesma forma como participo fatos felizes da minha vida vim aqui compartilhar também algo que não é muito bacana.
Provavelmente alguns de vcs já sabem o que aconteceu, para os que não sabem, vim aqui falar um pouquinho de tudo.
Na quarta-feira passada ( 17/ 11 ) fui fazer uma ultrason e fui informada que o feto estava sem batimento cardíaco. Não senti nada. Não tive sangramento. Nada diferente aconteceu. O coração do bebê parou de bater. Ou seja, não estou mais grávida.

Infelizmente já perdi pessoas muito importantes em minha vida. Pessoas diferentes, sentimentos e dores diferentes e essa foi mais uma.

Uma coisa aprendi nesse momento, que muitas das vezes somos nós que temos a dor que passamos a consolar a pessoa que recebe a notícia. Não é por mal, não se espera que uma amiga perca o bebê, perguntamos por ele, curtimos e vibramos pela gravidez e não podemos esperar que de uma hora para outra isso não exista mais.

Sou uma pessoa aberta, alegre. Tenho meus momentos de acidez e crítica, mas gosto de ser a forte, a grande, a "muralha". Mas não dá. Preciso do carinho que estou recebendo daqueles que já sabem o que aconteceu, e dos que passarão a saber agora.

Não se privem de fazer comentário, de dar um abraço e não se sintam estranhos toda vez que eu chorar pois tudo isso faz parte do processo e precisa acontecer.

Estar perto das pessoas que gosto: família, amigos, colegas de trabalho, alunos é o que precisamos para seguir a vida, para continuar de pé.

Queria também que ficassem sabendo que apesar de estar muito triste, acabada, estou muito tranquila também. É difícil explicar mas consigo entender que meu bebê precisava desse tempinho aqui na Terra pra cumprir sua missão.

Na primeira ultra achei o batimento cardíaco diferente da primeira ultra da Laura mas não pensei em nada, nada comentei. Conversava com o bebê falando que era indiferente que ele fosse menino ou menina, que o que me incomodava eram as especulações e não o que ele seria, falava da questão do "que venha com saúde", e se a saúde não fosse 100%, não seria por isso que seria menos amado e em uma dessas conversas cheguei a mencionar que se fosse para que ele ficasse pouco tempo e depois seguir seu caminho que isso também estaria bem...

Seguia amando e curtindo cada momento da gravidez, cada instante e sensação, compartilhando isso com os outros, me alimentando corretamente e cortando hábitos que me diminuiam o sono ( internet... nem meu laptop eu trouxe pra casa...), e curti imensamente tudo o que pude. Curti o início da gravidez que não pude curtir quando estava grávida da Laura uma vez que meu pai já estava doente e faleceu por volta do meu trigésimo mês de gravidez.

Independente do que cada um de vcs acreditar, acredito e tenho certeza disso. Não sei como foi sua existência antes, onde vivia, como, o que foi. Mas nessa vida sei que foi recebido com
muita felicidade logo assim que soube de sua descoberta, e agradeço a Deus por isso ter acontecido logo.

Meu bebê pode vivenciar aqui de dentro de mim amor, carinho, felicidade, amizade, gentileza, tantos sentimentos raros e fundamentais não apenas de mim e de minha família mas de pessoas
como cada um de vcs que convivem comigo mais próximo ou nem tanto, mas que gostam de mim e me consideram e foram muito gentis ao estender esses sentimentos para o bebê.

Sei que lá de cima minha estrelinha brilha muito e é feliz por termos convivido, por nesse tempinho eu ter tido a oportunidade de ter ensinado a ele que amar é algo que realmente
está além dos olhos e que é incondicional. No matter who you are.

Compreensão e tristeza são elementos diferentes então vou levar um tempinho até estar 100% bem, mas sei do apoio que tenho, conheço as pessoas que estão a minha volta e então sei que tudo vai ficar bem.

E hj, quando cada um de vcs for dormir, peço uma prece pelo meu bebê para que ele fique ainda mais em paz pois ele sabe da falta que ele me faz, mas também da leveza do coração da mãe dele por saber que fez de tudo para que ele fosse a pessoa mais feliz do mundo
Muito obrigada mesmo!


Ps.
Espero que não se importem, mas queria colocar uma foto nossa aqui pois muitos de vcs nem chegaram a me ver assim:

21 comentários:

  1. Eu fiquei triste. Troquei poucas palavras com você, mas nao estava sabendo do acontecido.
    Eu sinto muito, de verdade. Não sei ao certo o que dizer nessas horas, por mais que eu me sinta triste, não tem como eu me colocar no lugar.

    De coraçao, desejo forças para voce.

    ResponderExcluir
  2. Você é uma pessoa tão, mais tão bonita, que me deixa até assombrada às vezes.
    Forças, e se faltar em algum momento, pode pedir sempre que eu te dou um pouquinho da onde arrumar.

    ResponderExcluir
  3. Só queria reafirmar minha amizade, o amor que tenho por você, e dizer que estou aqui, sempre mandando positive vibes pra você ficar bem logo. É bom ter crenças que nos amparem nessa hora!!!
    Beijos carinhosos, amiga!

    ResponderExcluir
  4. Quero te pedir desculpas...fiquei tão sem saber o que fazer que, só depois de um tempo, percebi que precisava sair da sala da Janaína pra te deixar mais à vontade. Te dei um abraço sincero e depois me perguntei se vc queria aquele abraço já que você não queria chorar...mas, ao ler seu relato lindo aqui, pude perceber que os abraços são sim importantes. E fico feliz por ter te dado um abraço. To aqui rezando não só pelo seu bebê, mas por vc e toda sua família. E, se precisar de qq coisa, é só gritar! Fica com Deus, querida!

    ResponderExcluir
  5. Minha amiga linda,
    Eu estou pensando em vc todos os dias, rezando, torcendo para que vc melhore rapido. Fiquei emocionada com o seu texto, lindo lindo lindo.
    Nao sei muito o que te dizer, eu nao tenho mais palavras para expressar o quanto eu te amo e o quanto estou triste com tudo isso. Fico com medo de estar te atrapalhando, te perturbando nesse momento. Te aguardo no sabado para dar um abraço bem apertado.
    Fica bem, amiga.

    ResponderExcluir
  6. Oi gata,
    Sniff, sniff. Linda mensagem e muito profunda. Acredito em todas as palavras e fico feliz por saber que vc acredita em algo além desse nosso mundo, e isso vai te dar forças para passar por mais essa fase muuuuiiiito difícil. Não posso imaginar a dor que tá sentindo, mas entendo esse vazio. A falta da continuidade, mas Deus sabe o que faz e sabemos que as coisas acontecem por algum motivo que não podemos compreender. Pode contar comigo para o que precisar. Muita força!! Bjs Renata Haum

    ResponderExcluir
  7. Minha professora linda!
    Você conseguiu me fazer chorar... Você sabe que eu te amo e sabe que eu não digo isso da boca pra fora.
    Agora mais do que nunca, você precisa ser aquela mulher guerreira e forte que você sempre foi e pode contar com o apoio de muitos a sua volta, principalmente o meu.
    Deus te abençoou com uma filha linda e te trouxe a alegria por meio de um bebê, quem sabe essa não era a missão dele? Te trazer alegria.
    Querida, força, muita força e conta comigo pro que der e vier!
    Eu te amo, Yasmin D.

    ResponderExcluir
  8. Lamento o ocorrido, mas tem coisas que a gente não sabe mesmo explicar... nem palavras para consolar... fique com Deus, um grande beijos em vcs. Fátima Alves (May).

    ResponderExcluir
  9. eu não sei qual a sua religião e nem se você acredita no que eu vou falar. eu sou espírita, ''kardecista'', e acreditamos que quando coisas assim acontecem é pq aquele pequeno ser precisava passar por isso. e voce também, como algum tipo de prova que nao posso especificar pq nao tenho essa informação. você é forte e linda. e eu te amo. não chore pelo que aconteceu, mesmo sendo dificil pq na hora que a emoção bate é hard de se controlar. mas pensa que você ajudou alguém. e que esse alguém te ajudou também. a se fortificar, a ser feliz. a ser mais

    ResponderExcluir
  10. Querida,
    te desejo muita forca neste momento tao dificil e sabia que lamento que voce esteja tendo que passar por isto!

    Beijos,
    Larissa

    ResponderExcluir
  11. Oi Renata, não seiu se você lembra de mim mas fui sua aluna na cultura, Marina Fontes e também fui aluna do seu irmão no Mopi. Acabo de ler esse texto maravilhoso que me passou inumeros sentimentos, fico realmente triste por ter acontecido essa fatalidade com uma pessoa como você, essa mãe linda cheia de amor e alegria por isso tenho certeza que o seu bebê vai estar vendo por você, por toda sua família onde quer que ele esteja. Por isso, te desejo muita força e fé e não dessista de ter mais filhos. Tenho certeza que qualquer bebê iria querer você como mãe. Se sinta abraçada e beijada por mim.

    ResponderExcluir
  12. Rosângela Solinger20 de novembro de 2010 12:34

    Sei bem o que você está sentindo. Conversei com o Léo sobre o que passei também mas, DEUS nos dá força.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. É partilhando as alegrias que as multuplicamos e partilhando as dores que as tornamos menos pesadas. Amor de mãe é assim msmo, enorme e incondicional, seja o que vier, venha o que vier... Seu bebÊ é mais um a interceder por vc e sua família, junto do vovô querido.
    Daqui, seguimos rezando por vcs.
    Força!

    ResponderExcluir
  14. Renata, não sei se você lembra de mim, fui sua aluna ano passado na cultura, mas saí logo, não cheguei a completar o nível. Mesmo com pouco tempo de aula pude ver o brilho lindo que você tem e o poder de deixar os outros felizes, sua luz é incrível. Não demonstrava, mas admirava muito você. Com o tempo aprendi que temos que demonstrar mais o que sentimos. Hoje estou aqui para dizer que torço sempre pela sua felicidade e para que você ganhe todo o apoio necessário pra ficar 100% logo. Sei que tem muita que te ama e que vai te ajudar no que for preciso. :) Vou rezar pelo seu bebê e por você. Tenho certeza que ele sentiu todo o amor e felicidade que você transmitiu, e que agora está sentindo a onda de energias boas que todos estão mandando. Um abraço apertado e muita força, Clarice.

    ResponderExcluir
  15. Renata eu sincera mente naum sei nem o que te falar nesse momento so saiba que estou triste e chorando...saber que vc amou esse ser intensamente e que por obra do acaso ele teve de ir.
    Não sei se vc sabe mas eu to gravida ja fiz 5 meses é uma menina ta tudo bem e etc mas não vem ao caso isso agora,ao saber da sua perda eu não sei como nem quando eu vou me perdoar por inteiro ao lembrar que eu pensei na possibilidade de fazer um aborto ou ate de tirar a minha propria vida pensando que fosse resolver os meus problemas . Sua historia me mostra que nem tudo é como nos queremos nem esperamos que o mundo não gira em torno de uma só pessoa que nada vem nem se vai por acaso.
    Hoje peço perdão a Deus e a minha filha ,pois ja não consigo me ver sem ela do meu lado não sei o que seria de mim se papai do ceu quisesse ela de volta. Bom Renata sei que não era a hora do meu desabafo e sim a sua mas eu tinha que falar isso.Logo logo vc estará 100% para continuar a vida sera um pouco duro mas lembre-se que seu anjinho sempre estará do teu lado te confortando e retribuindo todo afeto e carinho que vc deu para ele nesse pouquinho tempo que vcs passaram juntos,eu e minha anjinha estaremos orando por vcs.
    beijos muita força e siga em frente,Veridiana.

    ResponderExcluir
  16. Renata,

    Deixo aqui meu carinho, minhas orações e meu desejo de que possa superar tudo isso com mais alegria e amor.
    Qualquer coisa, não se esqueça, sou sua vizinha e se quiser tomar um café é só chamar.

    Um beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  17. Acho que todas as pessoas já disseram tudo que vc precisava ler, mas não custa dizer que eu te admiro muito e que a sua força nessa hora é louvável! Assim como a Dani, eu preferi respeitar o seu momento e te dar um pouco de ar, até porque o que eu poderia dizer que te faria se sentir melhor? Acho que nada. Então, quando vc vier no sábado, farei como a Taísa e tb te darei um abraço. Mas vc já pode se sentir abraçada agora, neste momento (são 21:31h, 22/11/10). E tenha certeza de uma coisa, Deus não tiraria essa felicidade de vc sem saber que vc poderia suportá-la e sem ter a misericórdia de te compensar por isso tb. ELE sempre sabe o que faz, nós que, às vezes, demoramos um pouco para entender. Espero que a explicação chegue logo pra vc :-)
    Um beijo e aquele abraço lá de cima...
    Giselle

    ResponderExcluir
  18. Mesmo sem saber o q falar,..o silencio diz mais q mil palavras,...saiba que estaremos sempre aqui para o que der e vier,...ninguem é substituível,...eu que o diga ne,...mas a vida mostra muito pra gente, e como vc mesma disse,ele cumpriu sua missão,...que outros venham para seguirem novas missões,...DESISTIR NUNCA!
    Amo vc sempre!!
    Bjo prima

    ResponderExcluir
  19. Querida Renata,
    você tem a incrível capacidade de irradiar e contagiar a todos com sua alegria e empolgação. Acho que nunca te disse isso, mas sempre quis ser sua aluna para ter a oportunidade de experimentar um pouquinho desse seu alto-astral. Finalmente nesse ano consegui essa oportunidade e agora que me considero mais próxima a vc, gostaria de dizer que hj, quando descobri o ocorrido, fiquei imensamente triste, mas com a certeza de que você é forte o suficiente para superar essa tristeza. Conte com o meu carinho, pois gosto muito de você e te admiro!
    bjos,
    Hannah Drummond

    ResponderExcluir
  20. Renata,querida!!!
    Hoje minha manhã foi triste pois assim que cheguei ao curso soube da triste notícia... Sei que temos pouco contato, mas sempre te vi como "aquela professora animada" do Cultura, e hoje, sendo sua aluna vi que você é além de uma profissional maravilhosa,uma pessoa guerreira,mãe, uma pessoa que mesmo quando triste não deixa passar e sempre está com seu sorriso no rosto...
    Lembro da felicidade que tivemos ao saber da novidade,mas hoje, temos que aceitar, rezar e seguir nossas vidas.Não consigo imaginar a dor que você e sua famíla estão sentindo, mas quero deixar aqui meu carinho e que você saiba que no que precisar estarei aqui!! Te adoro,teacher!!!
    Beijo enorme,
    Larissa Drummond

    ResponderExcluir
  21. Renata

    Aqui é a Teresa, mãe da Juliana.
    A Ju me contou o que houve.
    Sem muitas palavras, desejo paz a você e a esse filho que você amou e continua amando e que, certamente, onde estiver, continua recebendo esse amor.
    Vocês estão em minhas preces.
    Beijinho

    Teresa

    ResponderExcluir